As Flores de Plástico não morrem!

 

Por que insistimos em regar apáticas flores de plástico, deixando-as boiando em água parada, espremidas dentro de vasos horrendos que mais entristecem do que alegram nossa vida com seu inanimado existir? Por que perdemos tempo observando-as dia após dia, se há lá fora um jardim repleto de vida, irrigado pelo orvalho da madrugada, que dança ao som do vento sob o aconchego do sol? 
 

Veja bem, meu bem, as flores de plástico não morrem porque também não vivem.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: