Do avesso

Eu juro que me esforço para falar a mesma língua que as pessoas. Um esforço gigante, ininterrupto, feroz e feliz até. Mas não tenho tido muito sucesso.Troco as palavras, erro no tom, falo em hora imprópria, deixo de falar quando devia, atropelo, ou quando a coisa empaca, fico sem saber o que fazer e saio pela tangente. Não entendo os olhares, não compreendo as mensagens, ninguém ou quase ninguém me entende, me sinto uma e.t, a não ser naqueles poucos momentos em que parece até que estou em outro planeta (no meu planeta de origem) onde tudo é simples, onde encontro paz e uma alegria enorme, pessoas como eu onde nos entendemos todos, nos arroubos ou nos silêncios, principalmente nos silêncios, nos entendemos sempre.

Ouvi falar, (eu li, em algum lugar) que quem tem deficit de atenção (dda), também se sente assim.

Gostaria de saber se é verdade. Ou se é só eu mesma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: