Arquivos de Categoria: Desabafo

De repente

Às vezes, sem tempo determinado ou motivação explícita, somos sugados para fora de nós mesmos, dos nossos hábitos, da nossa apatia e da forma acomodada como vemos a vida. Ainda que sugar sugira “puxar para dentro”, a ideia aqui é de ser puxado para fora mesmo. Subitamente expandidos, elásticos e flexíveis. De repente me vi …

Continuar lendo

O medo é nosso amigo?

A gente tem muita curiosidade sobre o ‘outro’. Nossa mente vive no outro. O tanto que o outro nos afeta. Ou por que não os afetamos com o nosso afeto, ou os fascínios que se abrigam além dos nossos umbigos. Olhar pra dentro e saber quem é este que se interessa tanto pelo outro é …

Continuar lendo

Sou morna

muito pessoal,tanto,que não deveria ser escrito,mas quem escreve não tem noção do  perigo. quem se sente enlouquecer, não se preocupa em se preservar?quem ama as letras e encontra nelas, e somente nelas, alguma paz… faz o que?escreve.Já escrevi tantas outras vezes que não tenho pretensões com o que escrevo. Não quero nada além de desabafar. Tenho tido …

Continuar lendo

Agradeço e perdôo

Devíamos iniciar o dia sempre com duas palavras em mente: Perdão e obrigada (o). Mas não é assim que acontece, muito pelo contrario, e acredito que todos neste mundão de Deus estão sujeitos as revoltas das voltas que o mundo dá. O mau humor até certo ponto não é uma escolha é uma conseqüência, e …

Continuar lendo

Só sorrir, não é fácil.

Em certas ocasiões, sorrir é um gesto meio difícil de realizar. Você tem que mover aqueles músculos faciais todos para o sorriso sair, o coração não ajuda, bombeia descompassado, os olhos olham mas não vêem, não encontram o motivo, e só a alma fica ali, desesperada, gritando: _ ei !… reaja, sorria, não seja ingrata …

Continuar lendo